Destaques

Prefeitura de João Pessoa apoia ‘Festival Alumiô – Virada Cultural’.

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da sua Fundação Cultural (Funjope), está apoiando a 2ª edição do ‘Festival Alumiô – Virada Cultural’, evento que acontece neste sábado (23), a partir das 17h, e segue até o domingo (24). A programação acontece no Centro Histórico de João Pessoa e a expectativa da organização é atrair mais de 10 mil pessoas.

“É muito importante para a cidade de João Pessoa, sobretudo para o Centro Histórico, iniciativas como essa. Grupos da sociedade civil e empreendedores ambientados no Centro Histórico estão assumindo uma responsabilidade importantíssima para manter uma dinâmica intensa e viva nesse território”, elogia o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Ele lembra que a Prefeitura de João Pessoa acabou de promover o Festival Centro em Cena, realizado durante seis dias com muito sucesso, envolvendo atividades culturais nos equipamentos do Centro Histórico, Teatro Santa Roza, Casa da Pólvora, Hotel Globo, Parque Solon de Lucena e as igrejas.

“Agora, logo na sequência, empreendedores que mantêm seus negócios no Centro Histórico estão dando continuidade a esse conceito extremamente significativo que é, por meio da arte e da cultura, manter viva a circulação de pessoas no contexto do nosso Centro Histórico. Isso é importantíssimo. Estamos presentes, apoiando o Festival Alumiô”, ressaltou.

Marcus Alves lembra que, além da Funjope, outras secretarias municipais também contribuem, a exemplo das Secretarias de Infraestrutura (Seinfra) e de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb), por meio da Guarda Municipal, além da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) e o Samu-JP. “É um conjunto de secretarias do governo municipal que está marcando presença no Centro Histórico, o que é importantíssimo para nós”.

Ramon Suarez, idealizador do projeto, agradece o suporte. “O apoio da Funjope à cultura é fundamental para as iniciativas realizadas na cidade. A Fundação contribui com palco e banheiros químicos, além de intermediar o nosso diálogo com outras secretarias”, ressalta.

Ele afirma ainda que o engajamento do público está muito bacana, assim como de grupos culturais do Centro Histórico da cidade. “O projeto está lindo. Todos os grupos são da Paraíba. Vamos ter uma série de atividades como intervenção teatral, programação infantil, dança e circo”, elenca.

Palco Largo – O evento começa às 17h, no Palco Largo, no Largo de São Frei Pedro Gonçalves, com o maracatu Pé de Elefante. Em seguida, tem As Calungas (18h), com participação de Vó Mera; Acarajow (19h30); Mari Santana (20h30), Fisolofino (22h); Escurinho (23h30), com show dos 20 anos de Malocage.

E não para por aí. Ainda no Palco Largo, tem Parahyba Ska Jazz (0h30); Val Donato toca reggae (2h; Furmiga Dub (3h30); Freetoz (4h30). No domingo (24), tem Sanhauá Samba Clube (16h), com homenagem a Kojak do Banjo e Potyinho Lucena; Guirraiz (18h); Orquestra Sinfônica Balaio Nordeste (19h30).

Palco Vila – No Palco Vila, também no Largo de São Frei Pedro Gonçalves, a programação inclui a cantora Nathalia Bellar, com o show Muito Obrigada Axé (21h); Burga (23h30); Luanda Luz (2h); DJ Claudinha Summer (4h); Barata (7h30); Helton Souza (10h); DJ Zebb (12h); Head Spawn (13h30); Seu Zé Quer Coco (15h).

Palco Centrô – Já no Palco Centrô, na Praça Antenor Navarro, tem Dead Nomads (19h); Gabi Blue (21); La Jarana (23h); Forró Fininho (1h); Lombra (2h30); Allmedinha (4h); Tuzin (5h); Menestreis MCS (15h); Berg Menezes (17h); Clube do Samba (19h).

Palco Mofado – No Palco Mofado, na Villa Sanhauá, a partir das 19h, a programação inclui apresentações de Incessante, Sistema Brutal, Azerdna, Musa Junkie e Coalizão.

A programação inclui ainda oficinas, a exposição F. Nosferatus, Ballroom, Alumiô para Baixinhos, sarau poético, teatro de rua ‘Quem tem boca é pra gritar’.

Texto: Lucilene Meireles
Edição: Felipe Silveira
Fotografia: Divulgação