Paraíba

Novo procurador-chefe recebe representantes de órgãos e entidades em solenidade de transmissão de cargo em João Pessoa

O novo procurador-chefe do Ministério Público Federal na Paraíba, Bruno Galvão Paiva, recebeu na quinta-feira, 14 de dezembro, na sede do MPF em João Pessoa, representantes de vários órgãos e entidades, para solenidade de transmissão do cargo, que até novembro, desde 2021, foi ocupado pelo procurador José Guilherme Ferraz. Além de Bruno Paiva, que ficará na chefia até 2025, foram eleitos recentemente o procurador-chefe substituto, Bruno Barros de Assunção; o procurador regional Eleitoral, Renan Paes Felix; e a procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Janaina Andrade, que foi reeleita pelo Colégio de Procuradores da República para mais um biênio à frente da PRDC.

A imagem mostra um grupo de pessoas em pé em um auditório. Eles estão olhando para frente. Há um telão mostrando a bandeira do Brasil ao fundo. O público é diversificado, com homens e mulheres vestidos em trajes formais.

Entre os órgãos presentes na solenidade, estavam: Justiça Federal, Tribunal de Justiça da Paraíba, Tribunal Regional do Trabalho, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Procuradoria Regional do Trabalho, Ministério Público da Paraíba, Ministério Público de Contas da Paraíba, Defensoria Pública da União, Receita Federal, Procuradoria da Fazenda Nacional, Procuradoria-Geral do Estado da Paraíba, Advocacia-Geral da União, Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, Controladoria-Geral da União, Procuradoria da Justiça Militar, Ordem dos Advogados do Brasil, Secretaria de Estado da Fazenda, Capitania dos Portos, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Superintendência de Administração do Meio Ambiente, Polícia Militar, Comando do 1° Grupamento de Engenharia, Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério Público da União, Conselho Nacional do Ministério Público, Escola Superior do Ministério Público da União e  Associação dos Servidores do MPF.

mesa de honra

Compuseram a mesa de honra da solenidade a procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Janaina Andrade; o novo procurador regional Eleitoral, Renan Paes; o novo procurador-chefe substituto, Bruno Barros; o procurador regional da República e conselheiro do CNMP, Antônio Edílio Magalhães Teixeira; o subprocurador-geral da República, Luciano Mariz Maia; o procurador-chefe do MPF na Paraíba, no biênio 2021/2023, José Guilherme; e novo procurador-chefe designado para o biênio 2023/2025, Bruno Galvão Paiva.

ex-procurador-chefe e Bruno Galvão

Ritual da caneta – A solenidade de transmissão do cargo de chefia do MPF na Paraíba mais uma vez foi marcada pela entrega de uma caneta ao próximo procurador-chefe, pelo procurador-chefe anterior. O ritual teve início de forma inédita na Paraíba, na passagem de comando do órgão, em 2017, quando a Associação dos Servidores do MPF sugeriu ao ex-procurador-chefe, Rodolfo Alves Silva, que entregasse uma caneta ao procurador Marcos Queiroga, simbolizando o momento de transição da instituição, da mudança da época do papel para o digital.

Naquela época, o ex-procurador-chefe ressaltou que a transmissão da caneta significava um momento de transferência de cargo e de representatividade da instituição, o que acontece até hoje. A caneta foi doada por Rodolfo Alves e é tombada pelo setor de Patrimônio da Procuradoria da República na Paraíba. Hoje, ela faz parte do acervo de bens do MPF e fica permanentemente exposta no gabinete do procurador-chefe, em João Pessoa.

dois procuradores em frente à galeria de membros

Galeria – Ao final da solenidade, após os discursos dos procuradores José Guilherme e Bruno Galvão, foi inaugurada a galeria de membros que já atuaram na chefia administrativa do MPF na Paraíba.

A galeria foi descerrada pelo novo procurador-chefe e por Luciano Maia, procurador do MPF mais antigo presente no evento.

Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal na Paraíba