Destaques

Escola estadual da Paraíba é finalista no projeto ‘Solve For Tomorrow’ da Samsung

O ‘Greentech: Cultivando o futuro’ aborda técnicas agrícolas sustentáveis, como o uso eficiente de recursos hídricos, o controle biológico de pragas e doenças, além da compostagem e a rotação de culturas. Serão utilizados sensores, sistemas de irrigação automatizados e controle de ambiente para otimizar o cultivo.

Esse acompanhamento da horta será possível por meio do desenvolvimento de um aplicativo de celular que terá alertas personalizados e fornecerá informações e orientações aos agricultores, auxiliando no planejamento, monitoramento e no manejo da horta.

A ideia é introduzir a horta tecnológica nas comunidades agrícolas da região de Cuité e também em municípios vizinhos. Entre os resultados desejados pelos professores e estudantes que idealizaram o projeto, estão o aumento da eficiência na produção, melhor qualidade dos cultivos, redução de desperdícios, preservação ambiental e melhoria do potencial produtivo.

O projeto ‘Greentech: Cultivando o futuro’ foi elaborado pelo professor de Biologia João Paulo Silva com a parceria do professor Hilton Araújo e a participação dos estudantes da 2ª série do Ensino Médio do Curso de Informática, Ellen Andressa da Silva Costa, Iarley Riquelme Gomes Lima, Lívia Costa Marques Guedes e Giovanna Maria da Silva Marques.

O professor João Paulo Silva ressaltou que estar na final de um prêmio tem sido um estímulo incrivelmente positivo para os estudantes do ensino médio, que estão ansiosos para a próxima etapa, que é a parte mais emocionante deste desafio.

“Estou profundamente agradecido e emocionado pela conquista até o momento. Nossos alunos têm dedicado um esforço incansável a este projeto, e a nossa inclusão entre os finalistas é uma prova incontestável do talento e da dedicação que eles demonstram. Estamos extraordinariamente orgulhosos do que conseguiram até agora. O Solve for Tomorrow representa uma oportunidade ímpar para os nossos alunos aplicarem suas habilidades e conhecimentos na resolução de problemas reais em nossa comunidade. Isso não só ressalta como a educação pode ser transformadora e prática, mas também destaca a importância da ciência no avanço da sociedade”, destacou.

Para a estudante Lívia Guedes, a jornada no desafio Samsung está sendo uma experiência única, além de aprender com a realidade do próximo. “Estou muito feliz e ansiosa. Este projeto tem o poder de mudar a realidade do povo do semiárido e de impulsionar ainda mais a produção alimentícia da região, trazendo uma boa qualidade de vida para os agricultores locais. Tenho muitas expectativas de que isso atinja positivamente a realidade do sertanejo que sofre com a seca, mas agora meu maior desejo é ir para o pódio”, disse a estudante.

Solve for Tomorrow está na 10ª edição e é uma iniciativa global de Cidadania Corporativa da Samsung e no Brasil, coordenado pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

As próximas etapas – Os 10 finalistas da 10ª edição do Solve For Tomorrow terão que produzir um vídeo sobre o projeto com duração de três minutos e ficará para votação popular no site da Samsung. Também receberão mentoria técnica online para apoiar na produção dos modelos e protótipos.

As dez equipes também farão uma apresentação na IV Mostra Solve for Tomorrow para a banca julgadora formada por especialistas em educação e nas áreas de Ciências da Natureza, Matemática e abordagem STEM. Dos dez finalistas, três projetos serão vencedores nacionais classificados em 1º, 2º e 3º lugares. O resultado final será divulgado no mês de novembro de deste ano.